domingo, 23 de setembro de 2012

A dança do amor



Era mulher tranquila
Daquela que dança nos dias
Num bailado que desliza suave
Que deixa de bem com a vida
*
Um dia encontrou um moço
Que fez ondas no seu bailado
Encostou o mundo no seu rosto
Virou do avesso os seus passos
*
E os olhos dela amaram diferentes
Um sentir que é de verdade 
E o seu amor inundou o mundo
Ela dançou a felicidade.




Nenhum comentário:

Postar um comentário