quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Só o tempo dirá



Só o tempo dirá...
Se o nosso amor sobreviverá:
Às nossas incertezas
Às nossas transformações internas
Às nossas turbulências afetivas
À nossa ausência incisiva
À distância intolerante
Aos desgastes do tempo
E às ocorrências do dia a dia
Só o tempo dirá...
Se a flexibilidade do nosso amor
Será capaz de suportar o vergar dos seus alicerces
Só o tempo dirá...
Se a maturidade que há em nós
Será suficiente para manter nosso amor intacto e íntegro.
Só o tempo dirá...



Nenhum comentário:

Postar um comentário